quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Você tem orgulho do seu bagulho?

LI POR AÍ - 2009 01 07 - <004>

Por Airton Soares

VOCÊ TEM ORGULHO DO SEU BAGULHO?
Deveria ter! Bagulho é o que há de melhor. É essência. É princípio de vida. É semente. E hoje, mais do que nunca, as sementes, as cascas das frutas e de legumes estão em alta. Aproveita-se de tudo. Até o talo... literalmente.

LÁ EM CASA TENHO RECEITA
de um suflê de talos de alface. Peguei com o pessoal do SESC, do projeto Mesa Brasil. Delícia.

E O PRECONCEITO?
Terrível! Excetuando os “farofeiros”, você já viu alguém comendo banana na praia? É maçã, meu amigo! Maçã tem charme... sedução. Banana, não. “Você é um banana”- não vale nada.

HOJE VALE MUITO
Preço lá em cima, mas o símbolo pejorativo prevalece. Pois eu escolho... escolho... no super... (quando não consigo trazê-las dos sítios da família ou de amigos), lavo bem lavadinha (se pluralizar perde a força da frase)... pego mel de abelha ou açúcar mascavo, uma colher de sopa de farinha de sementes de jerimum (feita por mim)... boto no liquidificador com casca, trema e tudo e... ande tônha!

AGORA ENTENDI
porque no dicionário o vocábulo bagulho quer dizer objeto sem valor. Só não entendi esta acepção: Aquilo que é fruto de roubo ou furto. Ah, sim, ia esquecendo: Bagulho também é um pacote de maconha ou outra droga ilegal que, por sinal, vale pra dedéu. Infelizmente.

DISSE ONÁRIO
que bagulho – denotativamente - é a semente da uva ou de outros frutos contida no bago. Bacana, né?

Um comentário: