sábado, 20 de outubro de 2007

Monólogo - Dom Casmurro

Airton Soares

HOJE TIREI O DIA
para ensaiar um monólogo sobre Machado de Assis. Ainda não tem título. Seis meses de ensaio, presumo.

O FOCO SERÁ O ÚLTIMO
livro de sua trilogia: Dom Casmurro. Tenciono apresentá-lo em setembro. Por que somente em setembro? Em setembro, comemora-se o centenário de sua morte. Mas sabe de uma coisa, nada impede que seja apresentado no mês de abril, ou antes. Estando pronto...

SOU SUSPEITO,
mas a meu ver tá ficando bem `legalzin´. Tudo que é feito com paixão dificilmente sai errado. E, se sai, sai um errado certo.

“UMA NOITE DESTAS,
vindo da cidade para o Engenho Novo, encontrei no trem da Central” (...) quem está ao pé de mim (machado repete muito esta expressão e esta: “em favor do cabimento”) não agüenta mais as falas e os meus trejeitos.

INTERESSANTE É QUE,
sem perceber, vou me envolvendo... envolvendo... e, quando dar-se fé, é como se eu estivesse vendo Capitu, com seus olhos de ressaca, matando Bentinho pela dúvida do ciúme... "Oh, vida! Oh, dor!"

MUITO TRABALHOSO!
Muito mais prazeroso! Rimou e é verdade. "Uma noite destas, vindo da cidade para o Engenho Novo..."

2 comentários:

maria olimpia disse...

Coisa boa é ler seu blog.

Airton Soares disse...

Obrigado, Olimpia. Seja bem-vinda!