quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Incipiente e Insipiente


Airton Soares

Dúvida? Nunca mais!



.
- Ei, AS, Pare!

- O que foi que eu fiz...?

- Você ainda não fez nada, mas não comece esta crônica, porque eu já saquei tudo.

- Ótimo! Fico feliz, mas você precisa explicar.

- Simples: inCipiente é o que se inicia, que está no começo. É só lembrar do `C´ da palavra começo e inSipiente é quando a pessoa não `Sacou´a mensagem é o não sapiente... Ignorante, não sabedor. Você pode utilizar a minha frase como parâmetro:

“- Você ainda não fez nada, mas não comece esta crônica, porque eu já saquei tudo.”

A letra "C" está para o “Comece” assim com a letra "S" está para o “Saquei.” Não tem errada!

- Gostei, mas preciso preencher o espaço que me cabe, caso contrário não tem cachê. Já sei. Citarei alguns exemplos.

- Pronto. “Incipientemente” falando você é um sacador mnemônico de primeira categoria.

- “Nem tanto...”

INCIPIENTE

“Conservo recordações quase frescas, e que providencialmente adoçam as amarguras da minha incipiente* velhice.”

* Da minha velhice que se inicia; da minha principiante velhice.

“Essas ciências que o homem hoje domina, são incipientes** em relação a uma doutrina que tem como objetivo a outras dimensões do cosmos.”

** Ciências noviças; que estão no começo.

INSIPIENTE

“Os empregados que conseguiu eram todos insipientes, sem qualificação.”

Só lembrando: Incipiente e insipiente são palavras homônimas homófonas pois ambas têm o mesmo som e grafias diferentes.

Um comentário:

... Airton Soares - "AS"? disse...

reproduzido no site da afai lv em 02 04 2010